Projeto Salvador Acessível
Lazer e entretenimento para pessoas com deficiência física e mental, desenvolvimento
de atividades esportivas, banho de mar, inclusão social, apoio jurídico, etc.

Seja um parceiro

Cidades mais acessíveis do Brasil.

O Brasil possuí diversos destinos turísticos acessíveis, confira alguns exemplos

A Organização Mundial do Turismo (OMT) estima que 1,2 bilhão de pessoas viajam anualmente a passeio. Oferecer opções de acessibilidade pode incrementar esse número. Lugares acessíveis atraem mais turistas.

Tecnologias aplicadas em muitos destinos facilitam o acesso de pessoas com deficiência visual, auditiva, cognitiva e com mobilidade reduzida. Idosos, gestantes, crianças e pessoas com dificuldade de locomoção também desfrutam dos destinos e atrativos acessíveis, que proporcionam inesquecíveis experiências de viagem.

No Brasil, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), por meio da NBR 9050, estabelece critérios para a acessibilidade em edificações, mobiliário e espaços e equipamentos urbanos. O País também conta com diversos destinos turísticos acessíveis.

Confira alguns exemplos:

Foz do Iguaçu (PR)  

Localizada na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, foi pioneira no turismo de inclusão. A cidade é um dos destinos com maior número de pontos turísticos acessíveis, inclusive as Cataratas do Iguaçu. Os turistas mais radicais encontram até salto de paraquedas para pessoas com deficiência física.

Rio de Janeiro (RJ 

 Graças à Paralimpíada, o Rio de Janeiro se tornou um dos destinos brasileiros mais acessíveis. Entre outros atrativos, o turista com deficiência consegue acessar o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor. O Ministério do Turismo investiu na cidade R$ 75 milhões em obras que oferecem estruturas adaptadas.

São Paulo (SP 

 A capital paulista conta com mais de 300 atrativos totalmente acessíveis, entre eles o Memorial da América Latina. O Museu do Futebol tem visitas guiadas com áudio-guias para cegos, totens em braile, maquetes táteis, imagens em relevo, piso tátil e acesso para cadeirantes. Para a locomoção vale lembrar que o metrô também é acessível.

Fortaleza (CE)

A capital cearense lançou, no início deste ano, uma iniciativa que coloca à disposição esteiras e cadeiras anfíbias para idosos, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. No local, é possível, ainda, praticar vôlei e frescobol adaptados. No calçadão também foram instaladas rampas acessíveis, faixa de pedestre, vagas públicas para pessoas com deficiência e uma academia ao ar livre com estação de exercícios físicos exclusiva para cadeirantes. 

 Fonte: Governo do Brasil,  Governo destaca cidades com estruturas acessíveis, Disponível em: www.brasil.gov.br

Tecnologia do Google TradutorTradutor